Se aquela mulher
Que marcou meu passado
Voltasse outra vez
A viver ao meu lado
Jamais eu seria
Um desequilibrado
Me recuperava
E ainda voltava
A ser civilizado

Entrei na fogueira
Com a sua partida
A mente embaçada
Já estarrecida
Tornei-me um inútil
E busquei na bebida
Um jeito qualquer
Pra esquecer a mulher
Que mais amei na vida

Hoje vivo no mundo
Sofrendo porquê
A mulher que mais amo
Só me deu desprazer
Só resta pra mim
A triste despedida
Ao buscar outros braços
Decretou meu fracasso
Pro resto da vida

Se alguém me pergunta
Por que vivo assim
Entornando garrafas
Nos botequins
Não tenho resposta
Porque para mim
Não importa se vivo
Pois sou um cativo
Desse amor sem fim

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir