Freestylienígena (Perfil #28 - Nego Max)

Pineapple


Guerreiro africano freestylienígena
Beat alucinógeno, teor enteógeno e força indígena
Pedestre, celeste e terrestre
Dois mil e carai
O baguio tá loko ó, mundão tá moiado
Na selva tem rato, tem cobra, tem porco
Fazendo de tudo pra te arrastar
Eu fico ligeiro com as 7 cabeças, dvpôcêvê
Já passou e deixou o recado pra que eu não enlouqueça
Observo e absorvo
Minha consciência é a minha arma-dura
Me livra da arma-dilha, amargura
Arma que arma e fura
Proceder pra não ceder
Disciplina e postura
Relato da vida, delato assuntos
Que acho relevante para o meu povo
Sair da inercia, usar mais a mente
Pra mover as pernas e trampar as energia
Pois tudo é magia nesse campo quântico
De possibilidade infinita
Gero o que quero, creio e crio
Faço e não espero senão eu tô fudido
Na mão desses borra que só torra a paciência
E ramela na caminhada
De nada vale status virtual se não tiver respeito na própria quebrada
Eu tô pelo certo com o mic ou sem mic
Vou pras ideias na rua ou no palco
Maloqueiro astral, mente marginal
Matrero é meu bonde tomando de assalto

Vai pensando que tá fácil filhão
Batido até passa, despercebido não passa jamais, arrombado!

Vai pensando que tá fácil, vai pensando que tá fácil, hein?!
Sagaz e bolado, só ando trepado na ideia
Nóis troca, nóis tumutua

E não é pouco, ando com um loko mais loko que o outro
E não é pouco, ando com um loko mais loko

Fechadão com o trovão
Filho da terra faço furacão
Multidimensão
Vez da voz no agora sem boi e sem depois
Liga nóis que aqui é um dois
Porque

A rima é rápida de médio e longo alcance
E antes que você se canse ela já chegou no seu peito
Levada ácida rasga a sua embalagem
Te conduz nessa viagem e quando viu já fez efeito
Tô no meu corre pelos meus e pela minha mensagem
Aqui é sem massagem e pra lóqui é daquele jeito
Vim pra botar o sistema em pausa
Fechar com fecha com a nossa causa
E manter o proceder no rap
E se pé de bréqui ramela nóis chega e rá rá rá!!!

A rima é rápida de médio e longo alcance
E antes que você se canse ela já chegou no seu peito
Levada ácida rasga a sua embalagem
Te conduz nessa viagem e quando viu já fez efeito
Quero um malote de grana, uma preta bacana
Mas antes de querer status eu vim plantar respeito
Eu tô pelo certo com o mic ou sem mic
Vou pras ideias na rua ou no palco
Maloqueiro astral, mente marginal
Matrero é meu bonde tomando de assalto

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts