Quebrando Tabu Pt.2 (Perfil #25 - Leal)

Pineapple


Duvidaram do que eu posso, olha que estouro!
Hoje minha vitória é ouro, mas não é outro
Objetivo vou te alertar, mostrar como um mundo é louco
Uns no luxo, outros com pouco onde sufoco é sucessivo
Pra limitar, os livros são editados
Te deixam com o cranio oco
Vegetando outro ser vivo
Pra alimentar eu trago um terço da visão
Sigo minha intuição
Se não, pra que que serve isso?

Duvidaram de mim, duvidaram do Bush
Duvidaram do 11, 2001 disse tudo
Pra vários sou um louco, pros louco eu sou
Monstro, opinião dos outros, pra deixar confuso
O mundo abusa da minha paciência, quando
O pai abusa da filha, outra infância no lixo
Outro cara que não merece a vida
Como nós pode acreditar que é o centro
Se nós só sabe matar
Além de nós o lugar que nós vive

Onde descobrir, conseguir chegar
Já tô duvidando disso tudo
E a duvida virando escudo
Não pago de louco, e do tiro no escuro
E não troco minha fã, por uma HK
Programando o fim do mundo
Recrutando, jovens burros
Isso não é nem um pouco
Louco, absurdo
O apocalipse é o eclipse na mente
Teste da H.A.A.R. p, a cidade quente

Como é que vive?
O que faz sonhar?
Se a realidade, bate na gente
E o presidente, não é de verdade
É sã um agente, pra completar
A transição de porte, Iluminati
Isso tava escrito, na merda da carta
No plano Brasil Amazônia não ta
Haha o prefeito ri, meu Deus outra mãe chora
Com a filha ferida, por bala perdida, que
Sempre se perde sã onde ela mora
Tudo na cede sempre demora e é sempre a
Favor deles mesmos

Seja de esquerda, seja de direita, os dois
Vão roubar, ninguém vai ser preso
Eles vão prometer, ninguém vai cumprir
Vão se defender um com as leis do outro
Eles te prendem se você sonegar, mas nunca
São preso por roubar imposto
Dória escroto, paga de louco, role na cadeira
De deficiente
Mas nem sabe como ele se sente, com o lixo
Do sensacionalismo da globo

No paradoxo não mais me encontro
Contradição não me identifico
Onde quem sabe se faz de tonto
E tem pobre que se faz de rico
Como é que eu fico nessa história?
Em qualquer pico, nós desenrola
Filho pra criar, tenho que rima
Fazer o que não sei jogar bola
No pais do futebol onde contradição não
É lenda
Melhor pais da corrupção, é que do avião
Ninguém lembra

Mentes com algema, vivendo de entretenimento
Pra camuflar não só a crise mas todo esse
Sofrimento
Tentam me engazopar com ideias sem fundamento
Mas quem não tira um tempo pra pensar
No final das contas só vai perder tempo
Se precisa nós tamo ai, querendo um mundo
Bem melhor pros nossos
Vai levantar ou vai cai?
Faço com a alma esse é o meu negocio

É fácil ver o topo dai, mas pra subi não
É pra medir esforços
Disseram pra mim, desistir, troquei de pagina
Lágrimas são poços oh

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts