Mulher, tu não me faz carinho
Teu prazer é de me ver aborrecido
Ora vai, mulher, se estás contrariada
Tu não és obrigada a viver comigo

Se eu fosse um homem branco
Ou por outra mulatinho
Talvez eu tivesse sorte
De gozar os teus carinhos
A maré que enche e vasa
Deixa a praia descoberta
Vai-se um amor e vem outro
Nunca vi coisa tão certa

Oh! meu bem, o teu orgulho
Algum dia há de acabar
Tudo com o tempo passa
A sorte é deus quem dá
Vou-me embora, vou-me embora
Somo já disse que vou
Eu aqui não sou querido
Mas na minha terra eu sou

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Francisco Alves / Ismael Silva · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Aline
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.