Zika do Bagui (part. Bonde da Stronda)

Pollo


Bonde da bonde da bonde bonde da bonde da
Bonde bonde da bonde da bonde bonde da
Bonde da bonde bonde da bonde da
Bonde bonde da bonde da bonde
Bonde da bonde da bonde bonde da stronda

Zika do Bagui, Zika Zika do bagui
Zika do Bagui, Zika Zika do bagui
Zica do Bagui, Zica Zica do bagui
Zica do Bagui, Zica Zica do bagui

Zica do bagui, sem briga, as mina liga
Fica pedindo contato e fala que leva a amiga
Instiga e fala eu quero mais, mas nunca tá satisfeita
Deita na minha cama e se junta na nossa ceita

Cês querem demais
E quem faz sempre tá na espera de um aperto de mão
Ou se junta com a galera
Agora já era porque eu virei devorador
De sonhos que conspiram contra o meu favor

Sou doutor na arte de dar um role no mundo
Senhor pra alguns, pra outros sou vagabundo
No fundo meu pé sem treta acelerando esse momento
Sou solto sou muito leve sou rápido como o vento
Esquento algumas só umas as vezes esfrio outras
Algumas só deliram e outras viram mais loucas
São poucas mas são bem boas de resto tem muita tralha
Cê sabe que um bom malandro não admite uma falha

Zica do Bagui, Zica Zica do Bagui
Zica do Bagui, Zica Zica do Bagui
Zica do Bagui, Zica Zica do Bagui
Zica do Bagui, Zica Zica do Bagui

Maluco se toca bagulho agora esquento o terror das pussyquetes
Rimando te da tremor
Treme treme da inveja
Treme treme os careta
Cês deve ser zica mesmo pra comigo arrumar treta
Os cara fala e não sai do blá blá blá
Procurando assunto escroto pra poder menosprezar
Xô fala, perai, cês querem enganar quem?
Ta estampado na sua cara tio, cê pega ninguém

Os mano da madruga fecha o bonde dos maluco
Chega a me dar mó orgulho, o bonde é zica do bagulho
Peneirando os entulho
Camisa 7 tipo Tulío, chega fazendo barulho
O estômago dá embrulho
As bitch eu só agulho, nos barros é pedregulho
Na stronda que eu mergulho é nessa tropa que eu patrulho
Os cara que vacila a gente corta a raiz
Os que são da antiga sempre volta feliz
Inimigo a gente surta na rua olho no olho
Pra quem acha que é modinha ou que tô vivendo de molho, na praia com a redinha com as mina me abanando, tão louco tão viajando e nem sabe do que tão falando

Zica do Bagui, Zica Zica do Bagui
Zica do Bagui, Zica Zica do Bagui
Zica do Bagui, Zica Zica do Bagui
Zica do Bagui, Zica Zica do Bagui

Muito mais do que cê imagina
Chego chegando elemento surpresa
Tipo com a carta na manga jogando o zap na mesa
Minha empressa não tem patrão
Mesmo assim nunca me atraso
Eu sempre fui campeão
Até nos torneio de tazzo
Diz que é acaso do destino hoje em dia nóis tá aqui
Mil anos na estrada, mas nunca te vi, licença aqui, tio
Que agora é nossa vez, você já teve sua chance e aí?
O que que se fez?
Menos de um ano os moleque chegou já roubano a cena
Se viu que ia da problema, pensou que tinha esquema
Pena que seu plano infalivel no final faliu
Tio pra nóis a meta é muito mais que o Brasil

Zica do Bagui, Zica Zica do Bagui
Zica do Bagui, Zica Zica do Bagui
Zica do Bagui, Zica Zica do Bagui
Zica do Bagui, Zica Zica do Bagui

Pique bomba de Hiroshima surgindo com algumas rimas
Cola com nóis se a próxima pro cê ver como foi
Os zica do bagui, os vilão da vila, flow macabro no bang que dilata a sua pupila
E eu, tô na tranquila que o bonde ta formado
Máquina de hit deixa os caras preocupado
Fazendo o inesperado com os fora da lei
Segura os mulecote hoje o time ta sem frei

Zica do Bagui, Zica Zica do Bagui
Zica do Bagui, Zica Zica do Bagui
Zica do Bagui, Zica Zica do Bagui
Zica do Bagui, Zica Zica do Bagui

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Enviada por Mr. Legendado por Lelezinha e elielson. Revisões por 12 pessoas . Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais posts