Tô de saco cheio de alguem, pra variar o meu patrão não larga muito do meu pé,
toda vez que o trampo sai errado só meu nome é bem votado como autor da confusão,
quando ele menos esperar já dei o fora daqui,
REFRÃO
Sol, areia e mar!
Só areia e mar!
sem ninguém pra me dizer o que fazer detesto blá blá blá
Sol, areia e mar!
Só areia e mar!
No sossego dessa brisa
levo a vida longe da escravidão, nessa condição malandro que é malandro sempre sabe a solução.

Quero ver quem vai me segurar quando a vontade transbordar mais essa dose de emoção
porque o sonho ainda existe e a cabeça também o prazer de dar a vida o que vier,
cair na estrada viajar, vou dar o fora daqui.

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais no Blog