Incomoda a ausência de você, ai, ai um dia sem estar em mim.

É tanto que o muito é pouco por um segundo pra desandar
Aperta e não mais separa é coisa rara não viciar.

Incomoda a ausência de você um dia sem estar em mim.
A porta do quarto, entreaberta, procuro uma brecha pra puder fechar.
O meu celular desligado, estou fora de área pra quem me procurar.
Me aperta, me lambe, me lasco!
A volúpia não cessa isso só com você.
Depois de quatro horas passadas pausar pra uma água e não vi o dia amanhecer.

É tanto que o muito é pouco por um segundo pra desandar
Aperta e não mais separa é coisa rara não viciar.

Incomoda ausência de você, um dia, sem esta em mim.

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts