Rolam tambores de maracatus
Qual onda de protesto afogados
Indo em passeatas à cidade
Pelas ruas onde o povo feito menino
Corre sem destino
O rio Capibaribe feito cobra grande
Engoliu as terras, engoliu as casas,
Engoliu as cercas
E engordou seu corpo
Engolindo as noites, engolindo os dias
O rio capibaribe
O rio invade as casas assustadas
Assusta a fábrica e o aperário
Navega rumo, rumo ao calvário
Afoga os dias no calendário
Naufraga os homens no salário
Vai cheio entre mãos vazias
O rio capibaribe

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: J.J Paes Loureiro / Toinho Alves. Essa informação está errada? Nos avise.

Posts relacionados

Ver mais posts