Eu quero ser seu belo lar
Casa adornada que te agrada em estar
Quero exalar seu cheiro doce
Você me trouxe a vida nova ao me amar
E fez leve o meu fardo, me livrou do pecado
Me trouxe paz, me transformou
Me fez morada e habitou
Eu vi o poder que há em seu nome
Filho do Homem se revelou a mim

O amor encarnou
O verbo é vivo e habita entre nós

O amor encarnou
O verbo é vivo e habita entre nós

Se fez maldito pra que eu tivesse vida
Venceu a morte, rasgou escrito de dívida
Foi a primícia oferecida por seu Pai

Se fez maldito pra que eu tivesse vida
Venceu a morte, rasgou escrito de dívida
Foi a primícia oferecida por seu Pai

O amor encarnou
O verbo é vivo e habita entre nós

O amor encarnou
O verbo é vivo e habita entre nós

De braços abertos na cruz um alto preço pagou
Sacrifício foi morte terrível
Inacreditável amor
O verbo se fez carne pra salvar a humanidade
Imagine a complexidade
Jesus é o caminho, a vida e a verdade
Muitos ainda acham que tudo foi em vão
Mas ainda não entenderam aonde estava o seu coração
Que se entregou pra que você não tivesse um fardo
Olhou para o céu e disse: Então, está tudo consumado

Se fez maldito pra que eu tivesse vida
Venceu a morte, rasgou escrito de dívida
Foi a primícia oferecida por seu Pai

Se fez maldito pra que eu tivesse vida
Venceu a morte, rasgou escrito de dívida
Foi a primícia oferecida por seu Pai

Rei Jesus
Foi a primícia oferecida por seu Pai

(Obrigado, Senhor! Antes de entregarmos as nossas primícias, Ele foi a nossa primícia)

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir