Ae ladrão, vem que vem,
Vem com nóis na missão
Fala da realidade
Sem ter medo de prisão

Voz de assalto
Pra que?
Se nóis tem voz pra canta rap
Rap nacional,
É assim que nóis segue

Não cantamo porcaria
Estilo hungria e mag
Falamo da realidade
Esse é o rap

Falamo do tiozinho
Catando papelão
Fazendo a correria
Pra compra o pão

Falamo dos playboy
Que só sabe ostenta
Das mina interesseira
Que com eles que ta

Falamo do amor
Da realidade
O rap tem seu valor
Trutão, na humildade

Então tamo aqui
Fazendo esse rap
Pra você ouvir
Então lembra e nunca esquece

Que o rap tem seu valor
Na batalha o sofredor
Memo tamo na guerra
Não esquece do amor

Do amor da sua familia
Do amor de seus amigos
Do amor da sua mina
Dos loko e dos primo

O rap é assim, fala da realidade
Sem ter medo de cair
Nois segue com lealdade

Policia embaça
Pede pra nóis para
Mais nós ignoramos
Nós vamos continuar

Porque assim que é o rap
Assim que tem que ser
Driblando as armadilhas
Tanto eu quanto você

Apologia ao crime
Falam que nós fazemos
Incentivamo a morte
E o sangue escorrendo

Olha bem playboy
Compara seu olerite
Com do pobre
Que não tem nem o do dia seguinte

Isso sim é apologia
Desigualdade social
Desses politico
Vadio e imoral

Que só sabe roba
Passa a mão no que é do outro
Foi aí que eu descobri
O porque de tanto imposto

O porque da corrupção
O porque da ladruage
E esses vadio
Sai só, na vantage

Policia sai bantendo
Dando porrada
Em mano que tá queto
Sem faze nada

Policia corrupta
Só para por propina
Quero ver lembrar disso
Quando passa pela esquina

Do unibanco
Com a rua da fome
Os pm tão ali
Pra canetia os home

Dano multa em todo
Pra junta dinheiro
Pra esse governo
Que todo mundo tem desprêzo

O rap denuncia
Não faz apologia
Citamo a realidade
Do dia-a-dia

Morde o calcanhar
Do presidente
Que prende por apologia
Um inocente

34%
Discontam do meu salário
Vai tudo pro bolso
Desses maldito salafrário

O rap denuncia
Não faz apologia
Citamo a realidade
Do dia-a-adia

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir