exibições 242.395
Foto do artista Rayanne Vanessa

O Imutável

Rayanne Vanessa


Estou presente como forte, como fogo no recinto
Pra quem não me conhece
Sou Eu o Deus que falo agora contigo
Sou ilimitado, meu poder é grande
O universo inteiro é um ponto distante
Perto da minha glória tudo que é grande fica pequenino

Sou eu quem faço a chuva descer sobre a terra
Sou eu quem faço as flores florescerem no seu jardim
Sou eu quem ponho o doce do mel
Sou eu quem pinto o azul do céu
Sou eu quem tinjo de branco e amarelo
Os mais lindos jasmins

Sou eu quem faço o gelo da Antártida
Quando eu piso até a terra abala
Estou presente hoje como grande, estou aqui

Aqui para dizer: Que sou grande, Sou eterno, Sou inabalável
E ninguém sabe quanto pesa a força do meu braço
Eu entro dentro da fornalha e faço camarim
E se zombou da minha igreja está zombando de mim
E eu não sou de levar desaforo pra casa
Eu venço a luta, venço a guerra, eu ganho a batalha
O meu poder é tão imenso, é incalculável
Eu não mudei, nem mudarei, Eu sou imutável

Sou eu quem faço o gelo da Antártida
Quando eu piso até a terra abala
Estou presente hoje como grande, estou aqui

Aqui para dizer: Que sou grande, Sou eterno, Sou inabalável
E ninguém sabe quanto pesa a força do meu braço
Eu entro dentro da fornalha e faço camarim
E se zombou da minha igreja está zombando de mim
E eu não sou de levar desaforo pra casa
Eu venço a luta, venço a guerra, eu ganho a batalha
O meu poder é tão imenso, é incalculável
Eu não mudei, nem mudarei, Eu sou imutável

Tenho todo o controle em minha mão
Tudo estar sobre a minha submissão
Tudo o que acontece ou que acontecer
Só acontece quando eu assim disser

Eu seguro os planetas na palavra
Eu não preciso de uma espada ou de uma arma
Para proteger meu povo quando pede
Se Eu soprar tudo que eu fiz desaparece
Eu sou eterno, infalível, imortal
Sou reto, soberano, general
Um problema impossível nunca vi
Desci do céu e como grande estou aqui

Aqui para dizer: Que sou grande, Sou eterno, Sou inabalável
E ninguém sabe quanto pesa a força do meu braço
Eu entro dentro da fornalha e faço camarim
E se zombou da minha igreja está zombando de mim
E eu não sou de levar desaforo pra casa
Eu venço a luta, venço a guerra, eu ganho a batalha
O meu poder é tão imenso, é incalculável
Eu não mudei, nem mudarei, Eu sou imutável

Eu sou imutável
Eu sou imutável

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Cláudio Louvor · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Joab, Legendado por Rebecca
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.