Brinquedo maldito.

Realidade Cruel

exibições 33.347

Brinquedo maldito
Realidade Cruel

[Douglas]
Abre o farol e nóis segue adiante
Inevitável, o pensamento, os colar, os brilhante
Imaginável, a cena, o momento, a tensão
As toca pique ninja, os armamento na mão
Algum de nóis comenta

[Flagrante]
Se na hora H os vigia bancar o herói e as muié começa gritar
Por mais que eu sei que latrocínio é 20 anos
Antes ver a mãe deles do que a minha chorando
Meus filho são pequeno e eu tenho uma cara
Que ando no vermelho em busca das bagaça
Só de desacerto nessa vida louca
Perdi vários truta correndo atrás da boa
Tem hora que eu penso ó senhor me salve
Será que eu vou morrer pelo estanho duma Sig Sauer
Ou então apodrecendo na cadeia
Perdi minha quadrilha irmão só foi morte feia

[Douglas]
Aí tio pelo amor por favor nem pensa assim
Se fosse pra parar e lembrar eu nem tava aqui
Porém vamo que vamo que eu to firme, positivo
A fita é nervosa se der certo nóis tá rico
Nóis tamo em 3 carro que é pra não da destaque
Os cofre é recheado e as joias são detalhe
Então, vamo pra cima porque tô aqui de passagem
Pra mim não tem Suiça, Amsterdã nem viajem
Pra Europa o máximo é ali no Paraná
Vida nova e humilde pra disbaratinar
Um carrinho popular e uma casinha de 2 quartos
Tá bom demais só pra quem cresceu em barraco

Deitado de cara no chão... baguio é louco
Brinquedo maldito na mão... fura miolo
Não tenta ser herói, reagir nem pensar
É bala na cabeça pra quem desacreditar

Deitado de cara no chão... baguio é louco
Brinquedo maldito na mão... fura miolo
Não tenta ser herói, reagir nem pensar
É bala na cabeça pra quem desacreditar

[Douglas]
A cada minuto que passa ,uma eternidade
Fico observando os edifício, a cidade
Fazendo mó castelo nego, tem que dar certo muito
Dinheiro na cena eu sei é só progresso eu vou
E os pé de porco passa
Botaram a cabeça pra fora, deram uma cuidada
E eu com a mão na traca louco pra rajar
Por sorte foram embora não quiseram enquadrar

[Flagrante]
Chegamo pouca ideia vamo arrebentando tudo
O plano é aquele memo os cliente vão pro fundo
Cê tranca no banheiro que o segurança é nosso
O gerente é prioridade, chave do negócio

[Carol]
E é comigo, boto ele pra ouvir a voz do neto
Pelo celular no cativeiro secreto
Tiozinho dá a senha vamo não reage
O baguio não é brincadeira, não é sessão da tarde
Então, já que cê sabe vamo abrindo essa merda
Que ainda não matei ninguém, porra eu tô com pressa!

[Douglas]
Hãmm,tanta pressão psicológica é foda
Alguém até mesmo sem querer treme na hora
Escutei só o disparo pressenti
Vai chover de força tática vai ser ruim de sair
Não importa como vim, mais aqui não vou ficar
Então, cata apenas o que der vamo vaza!

Deitado de cara no chão... baguio é louco
Brinquedo maldito na mão... fura miolo
Não tenta ser herói, reagir nem pensar
É bala na cabeça pra quem desacreditar

Deitado de cara no chão... baguio é louco
Brinquedo maldito na mão... fura miolo
Não tenta ser herói, reagir nem pensar
É bala na cabeça pra quem desacreditar

[Carol]
Lá fora ta minado o baguio tá locão
Pela frequência do rádio a negociação
Queremos a imprensa e os nosso advogado
não testa a paciência pra não ter corpo rajado
os que estavam lá fora de AK e automática
caíram ensanguentados, fuzilado na calçada
então, não vou me entregar e assinar 25
prefiro ir pro inferno e levar a madame comigo

[Douglas]
Porra, tamo fudido e minha mulher tinha avisado
Amor num vai nessa o aluguel tá atrasado
a dispensa tá vazia e acabou o gás, mas
não sei tô com um mau pressentimento
então não vai

Puta que o pariu só de pensar dá neurose
Vontade de sair trocando e levar o cofre
Desviando das balas igual Matrix no cinema
Ou num passe de mágica num Porsche Carrera
Ficar uns 2 meses entocado na fazenda
De um parceiro meu no Mato Grosso que é firmeza
E dar prus meus filhos oque eu não pude ter
Ao invés de aparecer algemado na TV
Porque, que é assim nóis aqui cresce sonhando
Com os carro da propaganda os plaquê os malote do banco
Chegou a hora e não tem misericórdia
De brinquedo assassino vim buscar minha cota
Dando fuga
É hora de acordar
Ai tru não tem boi se entregar nem pensar
Sou ladrão tudo bem, mas pra cadeia eu não volto
Minha traca é minha caneta que assina o meu óbito

Deitado de cara no chão... baguio é louco
Brinquedo maldito na mão... fura miolo
Não tenta ser herói, reagir nem pensar
É bala na cabeça pra quem desacreditar

Deitado de cara no chão... baguio é louco
Brinquedo maldito na mão... fura miolo
Não tenta ser herói, reagir nem pensar
É bala na cabeça pra quem desacreditar

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Carol / Douglas / Flagrante · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Flávio
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.