Hoje o sol brilhou novamente,
Iluminando meus olhos castanhos
E a lágrima que corre no rosto
É o oposto do tempo que amamos

Hoje o vento, soprou de repente
Trazendo o perfume das rosas do campo
Logo veio sua imagem à minha mente
Aquele sorriso que acalma meu pranto

Vai, vai, subir ao céu , oh vai
Vai, vai, subir ao céu , oh vai

Com a minha reza, aquela reza
De quem te gosta, de quem te venera

Por quem canta, reza duas vezes
Por que quem berra, quebra a cara na parede

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts