Querer largar eu quero, eu quero ir de cara limpa
Eu até que aguento bem
Mas quando eu bebo ela já fica sabendo e vem
Mas quando eu bebo ela já fica sabendo e vem

Não quero aceitar seus beijos
Eu nem lembro que sua boca beija bem melhor que todas outras
Cê deve ter seus informantes é impressionante toda vez
Cê cai de paraquedas

E já chega puxando a cadeira, sorrindo, piscando
Aí como é que nega

Como é que fala não pra ela
Será que eu perdi a vergonha na cara
Falei que não ia mais deixar espaço pra ela entrar
Mas é que toda vez que eu bebo eu fico vulnerável
Viro alvo fácil

Como é que fala não pra ela
Será que eu perdi a vergonha na cara
Falei que não ia mais deixar espaço pra ela entrar
Mas é que toda vez que eu bebo eu fico vulnerável
Viro alvo fácil
Como é que fala não pra ela

Querer largar eu quero, eu quero ir de cara limpa
Eu até que aguento bem
Mas quando eu bebo ela já fica sabendo e vem
Mas quando eu bebo ela já fica sabendo e vem

Não quero aceitar seus beijos
Eu nem lembro que sua boca beija bem melhor que todas outras
Cê deve ter seus informantes é impressionante toda vez
Cê cai de paraquedas

E já chega puxando a cadeira, sorrindo, piscando
Aí como é que nega

Como é que fala não pra ela
Será que eu perdi a vergonha na cara
Falei que não ia mais deixar espaço pra ela entrar
Mas é que toda vez que eu bebo eu fico vulnerável
Viro alvo fácil

Como é que fala não pra ela
Será que eu perdi a vergonha na cara
Falei que não ia mais deixar espaço pra ela entrar
Mas é que toda vez que eu bebo eu fico vulnerável
Viro alvo fácil
Como é que fala não pra ela

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir