Coqueiro velho
Abatido pelos anos
Ninguém sabe os desenganos
Dessas folhas descoradas, caídas, vencidas
Somente a palmeira coitada
Que a ventania malvada levou
Separando sem dó duas vidas

Você foi a minha palmeira
De folhas bem verdes
Um verde esperança
Foi mera visão passageira
De um doirado sonho de criança
Tal qual o coqueiro abatido
Magoado eu tenho o meu coração
Que no samba procura a bonança
Da tempestuosa desilusão

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir