Obediência é a palavra
Tem alguns anos de fome
Nunca teve nem quinze segundos de fama
Como cantar, como comer?
Quem é que sabe
Quem é que escreve
Por linhas tortas

Bom mesmo é a menina que atravessa a rua
Soberana
E que os carros param não por causa do sinal

Antes que a gente atire pro céu
E esse mesmo céu
Caia sobre nossas cabeças

Não se esqueça que tem outros lugares para sacudir
Minha casa, sua casa
O amor desobediente

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir