Eu acho que não
Não dá pra segurar a dor de um coração
Eu acho que não
Troquei tudo que eu amava pra lhe dar atenção

Deixei meu cachorro de nome Dourado
E a vida de gado que eu sempre amei
Deixei meu cavalo de nome Trovão
Minha espora, meu laço, meu velho gibão

Eu acho que não
Cidade não é ambiente pra vaqueiro, não
Eu acho que não
Se for pra viver desse jeito, eu não aceito, não

Saudade da fazenda e modão de viola
Meu par de esporas, amigos vaqueiros
Saudade da minha antiga viola
E do boi cigano que papai me deu

Eu acho que não
Cidade não é ambiente pra vaqueiro, não
Eu acho que não
Se for pra viver desse jeito, eu não aceito, não

Deixei meu cachorro de nome Dourado
E a vida de gado que eu sempre amei
Deixei meu cavalo de nome Trovão
Minha espora, meu laço, meu velho gibão

Eu acho que não
Cidade não é ambiente pra vaqueiro, não
Eu acho que não
Se for pra viver desse jeito, eu não aceito, não

Saudade da fazenda e modão de viola
Meu par de esporas, amigos vaqueiros
Saudade da minha antiga viola
E do boi cigano que papai me deu

Eu acho que não
Cidade não é ambiente pra vaqueiro, não
Eu acho que não
Se for pra viver desse jeito, eu não aceito, não

Eu acho que não
Cidade não é ambiente pra vaqueiro, não
Eu acho que não
Se for pra viver desse jeito, eu não aceito, não

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir