Sentimos fome, sentimos sede
Sentimos a necessidade de conhecer
Qual o caminho melhor
Então nos submetemos e cedemos
Obedecemos a um formato de pó
Sem perceber o pior

De que não conhecemos
As pessoas que obedecemos
Que tornaram a verdade pelas fabulas
Na força de seus gogós
Mas agora que sabemos que erramos
Onde estamos? Quem somos nós?
Ouviremos uma só voz

E os montes que ficaram no caminho
Não me impedem mais de ver, não são empecilhos
E as fontes que ficaram no caminho
Eu não vou mais beber, eu não quero olhar atrás
Agora eu só quero olhar pro sol
Só vou olhar pro sol
Como águia, como águia, como águia
Além das tempestades
Como águia, como águia, como águia
Além do horizonte

Como águia, como águia, como águia
Além das tempestades
Como águia, como águia, como águia
Além do horizonte

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir