Fui pra um arrasta-pé, num baile de interior
A animação tava fraca, sem graça e sem calor
Foi então que a rapaziada, gritava no mesmo tom
Tá faltando um sanfoneiro, pra esse baile ficar bom

Arranjaram uma sanfona, com ela um "tocadô"
A partir desse momento foi que o bicho "pegô"
Sanfoneiro lá no palco, grudou a gaita no peito
E o povo veio pra sala e cantava desse jeito

Daí "qui miorô", daí "qui miorô"
Depois que o sanfoneiro puxou o fole no intreveiro
Foi que o baile "miorô", daí "qui miorô"

Que nem festa de são joão, pilando em cima de brasa
Lá na pista a rapaziada, faz incendiar a casa
Se o batom e o perfume, do beijo são o tempero
O baile só é gostoso, no toque de um sanfoneiro

A cozinha tá vazia,onde foi as cozinheiras?
Estão todas lá na sala ao redor do sanfoneiro
O povo que tava fora entrou tudo sem pagar
O porteiro tambem foi no sanfoneiro pular

Daí "qui miorô"...

O baile segue animado, e da sala ninguém sai
No vai e vem desse fole, no fole que vem e vai
É no bafo do cangote, é no suor que escorre
Já não tem mais muié feia, pra homem que tá de porre

Os garçons estão sozinhos no bar não tem mais ninguém
A segurança do baile já foi pra pista também
Se o começo tava fraco, agora "incendiô"
No toque do sanfoneiro foi que o baile "miorô".

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir