A arma do crente é bem diferente das outras
Não mata fere, jamais destruiu uma vida
Bem pelo contrário ao revolver dá vida ao homem outra vez
Por que o calibre da arma é 66
A espada que entra e corta ferindo os homens
Porém a espada do crente é bem diferente
Penetra até a divisão da alma do homem perdido
Ela cicatriza o ferido e levanta o caído

Sessenta e seis é a arma que o crente usa
Ele carrega na alma e dentro do seu coração
As balas que saem desta arma
Não matam devolvem a vida
O crente não anda sem arma pois ele carrega consigo a bíblia

O crente armado não perde nenhuma batalha
Com a armadura de Deus que é fiel e não falha
O crente com os pés calçados
Com o evangelho da paz
De vencer o grande inimigo o crente é capaz
O revolver mata o homem
A bíblia dá vida
A metralhadora destrói e a bíblia constrói
As armas feitas pra matar
Tirar vida e destruir
A bíblia devolve e faz a vida prosseguir

Sessenta e seis é a arma que o crente usa
Ele carrega na alma e dentro do seu coração
As balas que saem desta arma
Não matam devolvem a vida
O crente não anda sem arma pois ele carrega consigo a bíblia

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir