exibições 646

Tempo Pra Mim/ Poema Incidental: a Juventude Não Dá

Santanna O Cantador


Eu quero
Alguma coisa pra beber
Serenar meu coração
Dá um tempo nessa guerra

Já chega!
Que se danem os problemas
Monte de coisas pequenas
Que me fazem desviver

Eu hoje
Sem querer olhei no espelho
E notei que o meu cabelo
Já começa embranquecer

E agora
Nem tão velho nem tão moço
Será que tenho no bolso
A chave do meu viver

Eu hoje quero um tempo pra mim
Pra ver o gosto que a vida tem
Eu hoje vou beber dançar
Me recomeçar
Quem sabe me apaixonar por alguém

Poema incidental (repente de joão paraibano):

A juventude não dá
Direito a segunda via
Jesus pintou meus cabelos
No final da boemia
Mas na hora de pintar
Esqueceu de perguntar
Qual era a cor que eu queria.

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir