Fui dono de uma morena que um dia me abandonou
Hoje eu fico com pena o cara que ela arrumou
Um filhinho de papai popular e de carrão
Coitadinho desse cara
Foi a sua conta bancaria quem ganhou seu coração

A sombra e agua fresca a morena foi vivendo
E o seu namorado besta na sua mão foi comendo
Fazia o que ela mandava até que o cara quebrou
Naquele dia acabava
Tudo que ela sonhava e por ele o seu amor

A tal morena ligeira que por Deus eu me livrei
Queria fazer besteira mais o porque eu não sei
Só sei que eu aprendi e todo dia praticava
Plantar e colher o bem
Temendo a voz do alem aqui se faz aqui se paga

Vocês não querem saber o tombo dessa morena
Mais eu vou ter que dizer o fato valeu a pena
Um dia me viu feliz e veio mem procurar
Disse não muito obrigado
To com uma loira do lado ocupando seu lugar

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir