É uma Pena ver quem afastou o Cale-se verdinho,

Caminhando a favor do vento, e cantando Sozinho

Assim como é engraçado ver quem se auto exilou

Esquecendo suas críticas, simplesmente por que governou...

Os que se queixavam do Governo Militar

Ao menos sabiam onde e quando podiam falar


E numa época onde liberdade tamanha nunca se viu

Esqueceram de avisar, que vivemos numa Ditadura Civil

Vivemos em uma época em que Templo é dinheiro
E por essas e outras muitos já não tem orgulho de
serem brasileiros


Já disse o poeta, Ninguém respeita a Constituição

Mas afinal, que piada é essa que rege uma nação

Não passa de uma simples ficção

Escrita por homens que mal sabem filhos de quem são

(Idem)
Censura a minha imagem,
Daí vão calar a minha voz também
Sem ser previsível,
O que pela frente vem
No embalo podem até censurar músicas
Não há censuras que vêm para bem

Vivemos em uma época em que Templo é dinheiro
E por essas e outras muitos,
Já não tem orgulho de serem brasileiros

Leis tão complexas, constituição tão completa e extensa que se contradiz
Tudo pode, nada é permitido, a bandidagem já fez o que quis
E agora vença o melhor advogado, no litígio, ou no plenário
Não adianta, nada muda, se não mudarmos a lei, ta tudo errado, agora eu sei
A companha pela paz e pelo desarmamento, é perda de tempo se agente não vai mudar a lei

Época onde liberdade tamanha nunca se viu
Mas esqueceram de avisar, que vivemos numa Ditadura Civil

Ditadura Civil (3x)

Eu não preciso das suas leis, eu não queria o seu pudor
Traga-me a lei que acabaria com a dor
De um povo tão sofrido, e já bastante oprimido
Por omissão de um Congresso sem postura
A última coisa que a gente precisa é de censura

Vivemos em uma época em que Templo é dinheiro
E por essas e outras muitos,
Já não tem orgulho de serem brasileiros

... por essas e outras mais (3 x)

Ditadura Civil!! (5 X)

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts