O que você diria se eu fosse
Mais um pirado da noite sem doce?
Eu não vou insistir...
A vida inteira jogada ao léu
Pés no chão, alma no céu
Eu não vou te seguir...

E o que você diz entender
Eu fico louco em saber
Que o futuro é um precipício

E aqui ninguém se importa tanto com Mucambo Cafundó
Ninguém está tão pesado esperando o pior

Fortaleza 3:15, assim eu rondo a cidade
E a cidade à noite ronda a mim
O dia mais honesto cada vez chega mais tarde
Doente ou curado em cima de uma laje

As velas do Mucuripe vão bater no Planalto Central
As velas do Mucuripe vão bater no Planalto Central...
Mucambo abriu os olhos, mas não quis acreditar
Mucambo abriu os olhos, mas não quis acreditar

Nós moramos no país do futuro
Sob o mesmo céu, erguemos nossos muros

E aqui ninguém se importa tanto com Mucambo Cafundó
Ninguém está tão pesado esperando o pior
Aqui ninguém se importa tanto com Mucambo Cafundó
Ninguém está tão pesado esperando o pior...

(...)

Nós moramos no país do futuro
Sob o mesmo céu, erguemos nossos muros

E aqui ninguém se importa tanto com Mucambo Cafundó
Ninguém está tão pesado esperando o pior
Aqui ninguém se importa tanto com Mucambo Cafundó
Ninguém está tão pesado esperando o pior
Nós moramos no país do futuro
Nós moramos no país do futuro
Nós moramos no país do futuro
Nós moramos no país do futuro
Nós moramos no país do futuro

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Gabriel Aragão / Rafael Martins · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Beto, Legendado por Kate
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.