Pés descalços, mãos marcadas
Moradores das calçadas
Esquecidos com a própria noite

Rosto triste, olhar tão raro
Na esperança de um amparo
O silêncio mostra a própria dor

Sem perceber, finjo não ver e prefiro evitar
Preciso ter olhos de ver e mão de ajudar
E amar como ele amou

Pés descalços mãos marcadas
Jesus Cristo nas calçadas
Esquecido como a própria noite

Rosto triste olhar tão raro
Na esperança de um amparo
O silêncio mostra a própria dor

Sem perceber, finjo não ver e prefiro evitar
Preciso ter olhos de ver e mão de ajudar
E amar como ele amou

Pés descalços mãos marcadas
Jesus Cristo nas calçadas
Esquecido como a própria noi

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir