Escaldante dia quente atropelado
Fé com fogo, pés na lama
Mão pro firmamento
Raspa panela, come farelo
Conta com a sorte
Reza pro mundo
E nesse mundo
É bico e outro bico
Pra viver
Bebendo lama,
Ouvindo pratas,
Limpando quintais
Samba na rua num enredo torto
Sonha com o mundo
E grita gol quando rola o futebol
Engole a verdade,
Transa com medo,
Fuma no escuro
A pelada da vida é um cacumbi de rua
Com uma levada de muitas cores
Sou cidadão do mundo
Ou cidadão do gueto
As ondas do rádio que atravessam meu corpo
Não sintonizam nada

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts