Não é por acaso
Mas quem é que vai saber
Eu sempre forço a barra
Pra tentar aparecer

Na tua frente e perto de você
Sentando do teu lado eu to tentanto me fazer
Presente é o que você seria
Grudada no braço, contigo eu desfilaria
Pelas galáxias e todo universo
A tua companhia completa os meus versos
Me deixa
Me deixa

E me faz decolar
Vamos voar eu e você
Mãos dadas, felizes como na tv
Teus olhos verdes não são kriptonita
Mas me deixam bobos diante da morena mais bonita

É a mais bela e o talento nato
Eu o super-homem,
Você, a mulher-gato

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir