Monges sentados nas escadas
Mães esperando para dar à luz
Trem parado na estação
E o que era falso agora
É março

Derrubaram os muros
Construíram grades
Podemos ver do outro lado
Mas ainda estamos separados

Mas quando o carnaval chegar
Quero estar com a minha fantasia pronta

Ácido corrói, água mata a sede
Quando não vem de enchente
Os livros são bobagens
E agora tem a rede
Todos dormem na rede

Monges
Meditação
Mães e filhas
Trem na estação
Sem caminho certo
Sem direção
Sem certeza do destino
Sem convicção
Monges

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts