Corazón Delator

Un señuelo
Hay algo oculto en cada sensación
Ella parece sospechar
Parece descubrir, en mi; debilidad
Los vestigios de una hoguera

Oh mi corazón se vuelve delator; traicionándome

Por descuido
Fui víctima de todo alguna vez
Ella lo puede percibir
Ya nada puede impedir
En mi fragilidad
Es el curso de las cosas

Oh mi corazón se vuelve delator
Se abren mis esposas

Un suave látigo, una premonición
Dibujan llagas en las manos
Un dulce pálpito, la clave intima
Se van cayendo de mis labios

Un señuelo
Hay algo oculto en cada sensación
Ella parece sospechar
Parece percibir, en mí; que aquel amor
Es como un océano de fuego
Oh mi corazón se vuelve delator
La fiebre volverá, de nuevo

Un suave látigo, una premonición
Dibujan llagas en las manos
Un dulce pálpito, la clave íntima
Se van cayendo de mis labios
Como un mantra; de mis labios
De mis labios

Coração Delator

Um chamariz, há algo oculto em cada sensação
Ela parece suspeitar, parece perceber a fraqueza em mim
Os vestígios de uma fogueira
Oh meu coração se torna delator, me traindo

Por descuido, fui vitima de tudo alguma vez
Já posso perceber, nada podem impedir
A minha fraqueza, é o curso das coisas
Hoje meu coração se torna delator, minhas algemas se abrem

Um chicote suave, uma premonição, desenham feridas nas mãos
Um doce palpite, a peça intima, vão caindo em meus lábios

Um chamariz, há algo oculto em cada sensação
Ela parece suspeitar, parece perceber em mim que aquele amor
É como um oceano de fogo, oh meu coração se torna delator
A febre voltará, de novo

Um chicote suave, uma premonição, desenham feridas nas mãos
Um doce palpite, a peça intima, vão caindo em meus lábios
Como um mantra dos meus lábios, dos meus lábios

Original Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Gustavo Cerati. Essa informação está errada? Nos avise.
Enviada por Luis e traduzida por carol. Revisões por 5 pessoas . Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais posts