Eu aqui numa luta sem fim, o relógio parado zombando de mim
Desperdício de vida é o que é, mas não tenho escolha. eu só quero um café

Você me disse que deus quer ser meu amigo também
O mundo é triste quando a fumaça no peito faz bem

Meia hora depois nem sinal do que antes havia se feito normal
Todo ódio afundou na risada, o tormento cessou, não quero mais nada

Acredite, eu tento sorrir (a maldade gratuita me faz desistir)
O meu peito está cheio de amor, escondido, assustado, afogado na dor

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir