Ela passa o dia a vender
Sem saber como vai ser, como lucrar e sobreviver
Ela passa 18 horas sem sentar
Para ter o que comer, o que vestir e o que fazer
Mas quando chega em casa vai
Esquentar comida pro rapaz
Que se casou e não quer mais ajudar
Mas quando ela vai reclamar
A coitada vai apanhar e o rapaz só vai
Mandar ela trabalhar
Ela acorda ao amanhecer
Sem certeza do que vai ser
Se chegar e não vender
Ela passou 18horas sem vender
Desesperada se vendeu
Que alguns trocados lhe cedeu.
Mas quando chega em casa vai
Esquentar comida pro rapaz
Que se casou e não quer mais ajudar
Mas quando ela vai reclamar
A coitada vai apanhar e o rapaz só vai
Mandar ela trabalhar
"Desde os quinze anos de idade vendendo frutas
e aturando o machismo do marido"

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais no Blog