Moça do sobrado lá da esquina
Vê distante o amor que não é dela
Guarda no seu corpo de menina
Todos os segredos de donzela

Joga um sorriso na calçada
E um suspiro tolo pela espera
Sem consolo, abraça a madrugada
Enquanto o amor não vem

O tempo passa e agora a moça
Não é a mesma que brincou
Na roda dança, já foi criança
Mas cedo a roda se acabou

Moça do sobrado, tão menina
Hoje bem mais velha de tristezas
Da varanda branca, pequenina
Ainda espera o amor

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Antonio Adolfo / Tiberio Gaspar · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Marcello
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.