Adeus, amigos companheiros de serestas
Eu me despeço esta noite dos senhores
Levo lembranças, recordações das nossas festas
Das serenatas, noites lindas, tantos amores

Hoje pra sempre me despeço da boemia
Deixo a cidade volto para o interior
Eu tenho alguém que lá me espera noite e dia
Já me cansei e vou viver pra aquele amor

Minha querida, estou de volta para ti
Sofreste muito com minha ausência lá na cidade
Eu fui rapaz muito boêmio, me diverti
Minha adorada, primeiro amor me deu saudade

Trouxe o violão, toda a herança do meu passado
Quero cantar depois do nosso casamento
As serenatas ao teu ouvido só ao teu lado
E te amar por toda a vida fiz juramento

Não chores muito, meu grande amor, tenha alegria
Porque o boêmio que tu amas hoje se cala
O meu passado encerro hoje nesta melodia
E o violão vai pra a parede da nossa sala

Quero beijar a tua boca com ternura
Te abraçar forte junto do meu coração
Quero esquecer as minhas noites de aventuras
Quando eu cantar só para ti esta canção

Deus abençoe nosso lar por toda a vida
Quero moral quero respeito e orações
Também prometo ser fiel, minha querida
Do bom casal são todas essas obrigações

Por me esperar por tanto tempo e ser sincera
Eu agradeço por todo o bem que me quis
Serás pra mim sempre a primeira primavera
E o teu boêmio só espera ser feliz

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir