Foto do artista Tino

Vida de Marionete

Tino


No Divã da sala, um corpo sem fala
Com a vida exposta
Revirando o passado até pelo avesso
procura resposta.

Será que o teu destino
Brincou com a tua vida, te jogou confete,
Sem alma, sem amor, igual Marionete
Deixou riso no teu rosto e lagrimas no coração...

Igual a um menino
Que largou a mão de Deus e quis seguir sozinho
Agora geme e chora, é ave sem seu ninho
Se perdeu pelo caminho sem saber voltar.

Fala com as paredes mas não ouve a voz do Pai
Dizendo: "Filho Estou Aqui"
Solta o grito preso na gargata:
"Ó Meu Deus, A Dor é Tanta", use a tua Fé.

Que tudo vai mudar
tanto que te amo
Te quero nos meus planos
Pra te fazer Feliz...!

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Beno Cesar / Solange de Cesar. Essa informação está errada? Nos avise.