Figura Nacional

Tom Zé

exibições 2.004

Deram parte ao delegado
que eu era filho vadio
semana que eu não trabalhava
sustentava mulé com cinco fio.

O delegado me intimou
pra eu ir na delegacia:
fui prestar depoimento
daquilo que eu não sabia.

Mas seu doutor eu tenho tanta profissão
que já não sei negar
inventor, industrial até cirurgião
a língua do meu canivete opera apendicite
seu doutor, em muita gente que não presta
fiz intervenção.

Vou lhe contar
no fabrico de bonecos sou industrial
mas vosmecê guarde segredo pela caridade
pois eu atendo em domicílio na sociedade.

E como inventor
eu me orgulho porque já
honrei a memória de Santos Dumont.

Inventei um maquinário
ainda lá na minha terra
que fabricava nota de cinqüenta mil cruzeiros
mais bem-feitas que as da Casa da Moeda.

Eu sei que quem rouba um é moleque,
aos dez promovido a ladrão,
se roubar cem já passou de doutor,
e dez mil é figura nacional.

E se roubar oitenta milhões
é a diplomacia internacional
a boa vizinhança e outras tranças.

É que na profissão de ladrão
injustiça e preconceito
dá chuva pra inundação
pra alguns fama e respeito
pra outros a maldição,
pois o tamanho do roubo
faz a honra do ladrão.

E é por isso que eu só vou
para o xadrez, seu delegado
se o senhor trouxer primeiro
toda classe para o meu lado.
Mas neste dia de aflição
não vai ter prisão no mundo
pra caber a multidão

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir