Seu melão, seu melão, seu melão
Tem um cabeção, cabeção, cabeção
Morre de paixão, de paixão, de paixão
Pela melancia

Só que a melancia falou
Que não era dele que ela gostou
E pro seu morango ela se declarou uma poesia

Seu morango ficou assanhado
E embora um pouquinho assustado
Pediu um abraço apertado
E a ela deu
E foi um estouro danado
Morango para todo lado
E quase que o pobre coitado morreu

Tanta barulheira
Lá na geladeira
E a cozinheira
Veio com a faca na mão
Tudo virou suco
Salada de fruta
Se acabou a confusão!

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Carlos Colla / Frank Daiello. Essa informação está errada? Nos avise.
Enviada por mayara. Legendado por Pedro. Revisões por 3 pessoas . Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais posts