exibições 389.299

Imprevisível

Tribo da Periferia


Nem liga se o banco de trás virar rave
Se eu já repeti várias vezes esse som
Daqui pras quatro é louça
Janela vai tremer na rua toda

Desculpe minha lombra (uuoh)
Foda-se a insônia (uuoh)
Pois quem dorme, sonha
Quem vive, realiza
E eu elevo o nível (do imprevisível)

Desculpe minha lombra (menina)
Foda-se a insônia (insônia)
Pois quem dorme, sonha
Quem vive, realiza essa porra toda

De mim, se pode esperar tudo
Menos isso que cê tá pensando agora
E o resumo é muito mais que uma longa história pra contar
É o sabor do desprazer, e a aurora
É como um beijo com gosto de vodka
Porque aprendi cedo a fugir da lógica
Ter como maior medo a rotina metódica
E vi que o segredo de uma vida sólida
É quebrar estatística, deixa o mundo girar
Já pensou se eu parasse naqueles dias de chuva
Em que a lama atrapalhava e o Sol insistia em brilhar?
A vida amedrontava mais do que a viela escura
Mas me provocar loucura é só mais uma dádiva

Se o banco de trás virar rave
Se eu já repeti várias vezes esse som
Daqui pras quatro é louça
Janela vai tremer na rua toda

Desculpe minha lombra (uuoh)
Foda-se a insônia (uuoh)
Pois quem dorme, sonha
Quem vive, realiza
E eu elevo o nível (do imprevisível)

Desculpe minha lombra (minha lombra)
Foda-se a insônia (insônia)
Pois quem dorme, sonha
Quem vive, realiza
E eu elevo o nível (do imprevisível)

Estúpido até posso ser
Mas pra ser bem sincero
Não sei o que cê acha
Mas sei bem o que quero
Vou atrás do que importa
Outra parte, eu espero
Hoje ganho o mundo e depois um V12 amarelo
Viva seu sonho e foda-se a insônia
A gente aprende, a gente apanha
Banco de trás é Babilônia
Mais um residente dessa longa vida cigana, carai!
Partiu pro dia seguinte
Vai desculpando minha lombra
De um insano fim de semana
Carreta atribulada, a firma muda de cena
Incerto de perder no jogo, quando no amor já se ganha

Se o banco de trás virar rave
Se eu já repeti várias vezes esse som
Daqui pras quatro é louça
Janela vai tremer na rua toda

Desculpe minha lombra (uuoh)
Foda-se a insônia (uuoh)
Pois quem dorme, sonha
Quem vive, realiza
E eu elevo o nível (do imprevisível)

Desculpe minha lombra (minha lombra)
Foda-se a insônia (insônia)
Pois quem dorme, sonha
Quem vive, realiza
E eu elevo o nível (do imprevisível)

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Look / DuckJay · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por DAVI, Legendado por Madelene
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.