Ê, Caveira, firma o teu ponto
Na folha da bananeira
Exú Caveira!

Quando o galo canta é madrugada
Foi Exú na encruzilhada, batizado com dendê
Rezo uma oração de traz pra frente
Queimo fogo e a chama ardente aquece Exú, Ô Laroiê!
Eu ouço a gargalhada do Diabo
É Caveira, o enviado do Príncipe Lúcifer
É ele quem comanda o cemitério
Catacumba tem mistério e seu feitiço tem axé
Ê, Caveira!

Ê, Caveira, firma o teu ponto
Na folha da bananeira
Exú Caveira!

Na Calunga, quando ele aparece
Credo em cruz, eu rezo prece pra Exú
O dono da rua
Sinto a força deste momento
E firmo o meu pensamento
Nos quatros cantos da rua
Eu peço a ele que me proteja
Onde quer que eu esteja
Ao longo desta caminhada
Confio em sua ajuda verdadeira
Ele é Exú Caveira
O Senhor das Encruzilhadas
Ê, Caveira!

Ê, Caveira, firma o teu ponto
Na folha da bananeira
Exú Caveira!

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Marcos Andrade. Essa informação está errada? Nos avise.
Enviada por João. Revisões por 2 pessoas . Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais posts