exibições 2.351

Quem Adivinhar Ganha Um Doce

Vadioslocus


Sempre ando com respeito vivo aqui no gueto ando por vários lugares, tipo assim daquele jeito viajo nas ruas só pra bagunçar nos bailes quando os boy me com as mina o globo pira porque tiro onda, com efeito, ser louco do gueto vem de onde ninguém sabe dizer passo o tempo na vida eu vivi como só aprendi que viver é bom, hoje é sexta-feira eu vou sair vou unir os irmãos e curtir um som. Então demoro traz vinho, paz e amor e ganha um doce quem adivinhar quem sou.

(Refrão) (2x)
Ninguém me conhece, ninguém sabe pensa quem sou ninguém me conhece, ninguém sabe pra onde vou.

Sou quem sou e os boy se irrita e se me vê fala mal de mim ou me imita, tira o zoi (sai boy) tira o zoi (sai boy) desse som eu curto que a rua é meu lar, a rua é meu lar, o gueto é meu lar, favela é meu lar, vadio é meu lar, conckech é meu lar.

A rua é meu lar por isso sou assim meu insano jamais de chapéu pode crê só chapando se o vadio rouba a cena na humildade bicho solto na cidade na atividade, não tenho culpa se as dona gosta de malandro se for verdadeiro ate a rua passo um pano, no baile nóis ta lá no lugar mais escuro de borestia, repuzinho encostado no muro, misterioso como a noite invade a tarde na humilde cabuloso em dom de malandragem passe pelos beco após escurecer cola lá gueto só pra conhecer, favela é desse jeito seja onde for jhow vivo por dinheiro e canto por amor jhow, sai da frente boy que o vadio chegou, e ganha um doce quem adivinhar que sou.
Heio, heio sou, (há há) vadio bandidos a paisana. É nóis vai ser sempre assim, sigiloso como os becos (há há). Ninguém nos conhece.

(Refrão) (2x)
Ninguém me conhece, ninguém sabe pensa quem sou ninguém me conhece, ninguém sabe pra onde vou.

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais no Blog