Ruim mesmo é assitir a esse filme que a gente já conhece o fim...
Parece que a tua vida só anda quando não tropeça em mim
Eu juro que tento desviar dos meus problemas
E achar mais tempo pra escutar os teus
Mas minha consciência me sufoca e é terrível quando não encontro mais
Por onde caminhar sozinho.

Tinha o espaço que era meu e lá me refugiava todas as vezes em que o mundo parecia não estar afim de mim
Deixei você entrar com algum receio de que não pudesse mais me esconder
E diante de tanta alegria que trouxeste aos meus dias
Fechei as portas por fora
Achando que em nenhuma outra hora nessa vida
Iria precisar voltar
A caminhar sozinho...

Mas quando eu mais quis a minha própria companhia
E aprender comigo mesmo as manhas que ninguém ensina
Tua voz me acolheu
E eu não soube negar teu amparo
Não quero admitir, mas não sei mais ser tão só... tão só.

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Erico Junqueira. Essa informação está errada? Nos avise.

Posts relacionados

Ver mais posts