Foto do artista Valentin

Que Sigamos Caminhando, Eduardo

Valentin


Dormindo em minha cama antes que o silêncio da madrugada
Fosse embora tive esse sonho
Podíamos ver através das paredes das casas e ninguém era feliz!
Andávamos pela cidade como donos do mundo:
Queimando regras, duvidando de tudo
Experimentando a liberdade no seu sentido mais profundo

Ficavam pra trás a moral e os conceitos
De quem só aponta os dedos e não sabe nada sobre nós
Não existiam limites nem grades nem cercas ou rédeas
Nem passado ou futuro

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts