É com esse som duro que eu me entrego, meu bem
Mas veja só como é que tudo foi chegar aqui
Venha pra cá e abra a janela

É essa vida que eu vivo tão bem
Chega pra cá porque você tá nela até o fim
Venha me ver dessa janela

E quando vier com aquela cara de quem não sabe o que quer
Olha pra mim e vê que eu não sou mais aquela mulher
Que te abraçava e te esperava pro que der e vier
Olha pra mim que nessa janela eu te vi com qualquer

Qualquer

E quando eu soltar a minha voz, por favor, entenda
De palavra por palavra eis aqui uma pessoa se entregando

E é com esse olhar que eu me despeço, meu bem
Deixa pra lá que nada foi tão bom assim
E se quiser feche a janela

Que tudo é mais fácil quando eu finjo, eu sei
Que esse vai ser só mais um fim
Só mais um fim

E quando eu passar por aquela porta, não se esquece de mim
Você vai me ver daquela janela, se lembrando
De como foi fraco o julgo e que forjar o amor
É a mesma coisa que me jogar nos braços de qualquer

Qualquer, qualquer, qualquer

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Gabriel Ventura / Hugo Noguchi / Larissa Conforto. Essa informação está errada? Nos avise.