Sangue Bom do Gueto

Vinimax

exibições 1.784

Tô no ar, de microfone na mão
Papo de disposição, perseverança é meu dom
Quebrei a regra do impossível, honestamente tô aqui
Não passei por cima de ninguém, foi com fé que consegui
VINIMAX do bem, preconceito não admito
Ando na luz, meu pensamento é sempre positivo
Riram do meu cabelo, da minha pele, do meu jeito
Eu me acho lindo quando olho no espelho
Na hora de chorar, pode crer, eu sorri, meu barraco encheu, recomecei, é isso aí
Escutei muita conversinha fiada
Promessas inválidas de gente que sabe de tudo mas não sabe nada
Baratinados estão a se perguntar
É esse o tal cantado pela Sandra de Sá?
Profecia cumprida, rá, quem diria!
Mais um vencedor, fruto de periferia.

Deu a volta por cima, VINIMAX, faz a festa acontecer, VINIMAX
Sangue bom do gueto, VINIMAX, o nome é... o nome é VINIMAX
Deu a volta por cima, VINIMAX, faz a festa acontecer, VINIMAX
Sangue bom do gueto, VINIMAX, o afro-euro-brasileiro, sarará crioulo

Tive motivo pra ter ódio, mas não odiei
Doente é o racista, o maluco não sou eu
Sei de onde vim, gueto style, demorô
Nunca me senti pequeno, Bob Marley ensinou
Filho de preto com branca, cabelo duro black power,
Olhos coloridos, nome de poeta, tá ligado
Meu talento vai muito além, canto funk, canto soul, vou de samba e jazz também
Sou do tempo em que o rap dizia que cantar rap eu não podia, mesmo sendo da periferia
Meu canto vale ouro, tô de frente no jogo, na pista o som que rola é de mais um louco
Louco por música, pois não canto, eu sonho; nas asas da liberdade minha paz eu encontro
Fruto da mistura, remando contra o vento, carioca, beija-flor, ré, ré, sou Flamengo

Só eu sei o que passei, mas nunca me entreguei
Eu lutei, tô colhendo o fruto daquilo que eu plantei
Cantar e cantar, sempre aprendendo
Lapidando meu talento, não bebi do sistema seu veneno
Brasil colonizado, alta desigualdade
Aí, playboy, swing não se aprende em nenhuma faculdade
Rap gringo tá na moda, toca toda hora
Rap do bom, nacional, não pode ficar de fora
Nesse mundo de meu DEUS nunca se está sozinho
Respeitar pra ser respeitado e viver tranqüilo
A vida é um caminho difícil de trilhar
Tem que ser forte, é cair pra levantar
Sou artista, mas não sou estrelinha
A mesma porta que abre é a mesma que fecha sozinha
É cada um cada um, e vamo que vamo
Com fé, com luz, é assim que vou rimando

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir