exibições 947

Engenho

Vitor Ramil


amanho dessa Terra
tem de iluminar
e o centeio cultivado
há de amarelar
e as migalhas do teu seio
hão de alimentar meu peito
que sente tanta dor por ti

o açúcar dessa eira
tem de aumentar
pois meus olhos
são sementes
desse canavial
e a voagem
dos teus pêlos
há de ser o pó do mundo
...e a força dessas mãos...

(carrega cana do engenho
sustenta o fardo da vida
brota do corpo da Terra.)

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir