exibições 900

Terra (Tierra)

Vitor Ramil


Eu sonhava a cada dia em alcançar a praia
Agora estou tão perto, quase já me sinto lá
O ar me faz provar um gosto de final
O mar promete terra seca ao viajante exausto

E não me acontece pensar que nada é para sempre
Se essa canção se acaba, que acabe o mundo para todos
Todos somos nada, se não há palavras, o que mais nos resta?

E me vêm algumas rimas à mente fatigada
Partes de poemas que eu tinha abandonado
Melodias que uma vez pensei que ia perder
Se tornam hoje belas e valentes sinfonias

E faz tempo que eu já me fui, pois sempre estou partindo
Mas eu sempre estou contigo, mesmo quando tenho-a distante
Quando fico assim olhando, como se estivesse ausente
Tô só viajando, não penses que estou me perdendo

Sim, eu sei que o mundo seguirá girando quando já não haja nada
E a gente vagueie pela história como simples homens solitários
Reis que já perderam tudo, tudo o que tanto amavam
Por querer e por mais nada

E eu tento cada dia ser tudo o que havia imaginado
E descubro que a vida sempre guarda algo preparado que supera a maior das fantasias
Nada comparado com o que de fato acontecia

Eu sonhava a cada dia em alcançar a praia
Eu sonhava a cada dia em alcançar a praia
Eu sonhava a cada dia em alcançar a praia

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir