Foto do artista Voil

Caminhos Contrários

Voil


Lembrei que nada foi demais
Tentei não olhar pra trás
Passei e nada, adiantou...
Sonhei longe pra buscar
Esperei a hora certa de acordar
Mas sei que ela, nunca chegou!

Mas se eu deixei a emoção
toma conta do meu coração
e não exitei...
Sei que a razão é fatal
pode ser até meio banal
Caminhos contrários demais...

E assim eu vou, deixar de ser,
Lembrar porque, não foi assim...
Eu vou...
Deixar de ser, lembrar porque mudou e não foi assim...

Chorei, pra me consolar
Pirei num ato de me isolar
Mas as cicatrizes continuaram...
Sangrei num corte sem querer
Joguei aquele dado por você
Mas sei que nada, nada mudou!

Mas se eu deixei a emoção
toma conta do meu coração
e não exitei...
Sei que a razão é fatal
pode ser até meio banal
Caminhos contrários demais...

E assim eu vou, deixar de ser,
Lembrar porque, não foi assim...
Eu vou...
Deixar de ser, lembrar porque mudou e não foi assim...

Ainda que eu seja o mesmo cara
Em muito tempo atrás não vou querer
Continuar com alguém que não me satisfaz
não... não

E assim eu vou, deixar de ser,
Lembrar porque, não foi assim...
Eu vou...
Deixar de ser, lembrar porque mudou e não foi assim...

E assim eu vou...
Deixar de ser...
Eu vou...
Lembrar porque mudou...

E assim eu vou, deixar de ser,
Lembrar porque, não foi assim...
Eu vou...
Deixar de ser, lembrar porque mudou e não foi assim...

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir