Quem olhava aquele moço la no campo
As ovelhas de seu pai pastoreando, não imaginava
Que teria um futuro glorioso, que surpresas o Deus
Todo poderoso lhe reservava
Era ruivo mas de formoso semblante
Pequenino mas, corajoso o bastante, nada temia
Enfrentava urso e até leão
Sua harpa ele tocava na unção e o mal saia

Vem Samuel, enche o vaso de azeite e agora vem
Porque tenho me agradado de alguém
E sobre ele a minha mão já coloquei
Vem Samuel, desse a casa de Jessé o belemita
Porque mesmo que ninguém nele acredita
É Davi meu escolhido para ser Rei

Quem te olha nesse banco ai sentado
Esquecido e muitas vezes humilhado
Idéia eu sei, não faz
O lugar aonde Deus vai te colocar
Do quanto ele ainda vai te exaltar, do que ele é capaz
Quem te olha com olhar desconfiado
Quem não crê que você foi chamado
Vai ter que assistir
Ver o quanto Deus ainda vai te usar
Quem somente pedras sobre lhe atirar
Vai ter que lhe aplaudir

Vem Samuel, enche o vaso de azeite e agora vem
Porque tenho me agradado de alguém
E sobre ele a minha mão já coloquei
Vem Samuel, desse a casa de Jessé o belemita
Porque mesmo que ninguém nele acredita
É Davi meu escolhido para ser Rei

Vem Samuel, enche o vaso de azeite e agora vem
Porque tenho me agradado de alguém
E sobre ele a minha mão já coloquei
Vem Samuel, desse a casa de Jessé o belemita
Porque mesmo que ninguém nele acredita
É Davi meu escolhido para ser Rei

Quem olhava aquele moço la no campo
As ovelhas de seu pai pastoreando, não imaginava

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Wagner Roberto. Essa informação está errada? Nos avise.
Enviada por Selma. Revisão por sara. Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais posts