Foto do artista Wesley Safadão

Escravo do Amor/ Tentativas Em Vão/ Meu Amanhecer/ Menino Bobo (pot-pourri)

Wesley Safadão


Ei, ele é rei, ele é cor
Domina a fera que ninguém dominou
Tá no ar, tá na flor
É frio, é fogo, assim é o amor

Quando a gente ama
Vira escravo do amor
É vício que não cura
O segredo, a chave se quebrou

Quando tá perto, tá feliz
Se está distante, sente dor
Faz e desfaz, tem duas faces
É um mistério, assim é o amor

Quem nunca amou não sabe entender
Nem por um instante consegue enxergar
Mas quando entra no coração
Quando entra no coração
Faz sorrir, faz chorar
E quando entra no coração
Quando entra no coração
Faz sorrir, faz chorar

Ei, ele é rei, ele é cor
Domina a fera que ninguém dominou
Tá no ar, tá na flor
É frio, é fogo, assim é o amor

Se eu soubesse o que fazer
Pra tirar você da minha cabeça
Um lado diz que quer ficar com você
O outro diz: Esqueça

Se eu soubesse o que fazer
Pra tirar você da minha cabeça
Um lado diz que quer ficar com você
O outro diz: Esqueça

Mas acontece que meu coração não é de papel
Que a chuva molha e as palavras se apagam
A minha mente gira feito um carrossel
Tentando buscar a saída
Pra tirar você da minha vida

Tentativas em vão, tentar tirar você do coração
Igual querer viver sem respirar
É como querer apagar a chama de um vulcão

Tentativas em vão, tentar tirar você do coração
Igual querer viver sem respirar
É como querer apagar a chama de um vulcão

Mas acontece que o meu coração não é de papel
Que a chuva molha e as palavras se apagam
A minha mente gira feito um carrossel
Tentando buscar a saída
Pra tirar você da minha vida

Tentativas em vão, tentar tirar você do coração
Igual querer viver sem respirar
É como querer apagar a chama de um vulcão

Tentativas em vão, tentar tirar você do coração
Igual querer viver sem respirar
É como querer apagar a chama de um vulcão

Meu amanhecer é sempre solidão
É tão vazio sem você
Não sei o que fazer agora
Quando lembro de nós dois meu coração chora

Onde está você?
Como eu queria te encontrar uma vez mais
Pra poder dizer (poder dizer)
Que o gosto do seu beijo em minha boca ficou e não sai

Você não foi o meu primeiro amor
Mas foi quem me marcou demais
Procuro te esquecer
Mas o desejo e a saudade
Não me deixa em paz

Mas quando a noite chega
Com as estrelas eu vou conversar
Pra ver se alguma me diz
Onde eu posso te encontrar

Eu perco a noção do tempo
Viajando na imensidão
Não consigo te enxergar
Mas você tá no meu coração

Meu amanhecer é sempre solidão
É tão vazio sem você
Não sei o que fazer agora
Quando lembro de nós dois meu coração chora

Meu amanhecer é sempre solidão
É tão vazio sem você
Não sei o que fazer agora
Quando lembro de nós dois meu coração chora

Já vi que não tem jeito pra você, nem pra mim
Quantas vezes me falou que era o fim de nós dois
E eu ficava chorando
Com raiva muitas vezes jurei te esquecer
Em outras bocas eu buscava prazer
Mas quando eu ia me acostumando

Lá vem você dizendo que quer voltar
Que não consegue viver sem me amar
E eu feito um menino bobo, te aceito
Eu não tenho forças pra dizer que não
Toda vez que você vem pedir perdão
Eu perdoo e esse é meu defeito

Sempre que eu vou me acostumando
Quando a minha dor está passando
Você vem e faz minha cabeça
Sempre quando vou te esquecendo
Quando o nosso amor está morrendo
Você vem e faz minha cabeça
Fique de uma vez ou me esqueça

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Cabeção do Forró / Nego Rico / Neto Barros / RANIERE MAZILLE / Zé Hilton · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Julia
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.