exibições 41.981

Bastante preocupado com meu país
Época da geral só manda nudes
Não sabem o que é um quintal
Vivem numa era virtual
Areia sobe quente, respira
Tá com pneumonia
E a mãe já se prepara pra chamar o medico
Se for brincar na rua não pode
Pra não sujar o short
Passa o dia em casa jogando COD
Os doidin de hoje são movidos a Toddy
E chegou a segunda-feira é uma tristeza
Rezam pela terça
Mais não fazem nada a semana inteira
(Assím ó)
Entristeci quando vi a criançada
Bebendo milkshake invés de leite com Nescau
Acordava mais cedo que o apresentador do Globo Rural
Ajudava meu pai a trabalhar
Sem preguiça e sem reclamar
Jogar bola, vamo soltar pipa
Já briguei demais meu mano, já vou!

Já quase arranquei o dedo do pé
Sem migué, né
Mas fiquei de pé, né
Na rua muito gol, tô Pelé
O meu time que tu quer
Neguim quer, todos quer
Quem não quer, né?
Toalha na cama era responsa
Minha mãe, uma onça
Me deixava de castigo sem jogar bola um ano
E tu se liga que era foda a convivência com os amigos
Com piolho pra caralho porque coça
E cê coça também, né?
Scabin é pra quem pode e não pra quem quer
Tu quer ser riquin, é?
Raspa esse cabelão
Mó judiação
Baba, vai levar, vai levar, ficou carecão
Do sisconda ia brincar
E eu joguei bem
Me representei
Tu procurava em tudo e não encontrava ninguém, não
Palavra de conforto era o grito: Salve todos
Que salvava todo mundo
Então vai, vai
Acabou o namoro na praça
Hoje em dia é namoro de Wi-Fi
Nem palavras escrevem mais, só é tudo no emoji
Não aguento, pé ruim, é paia de mais
Nem de casa sai
Eles usam celular demais
Sou capaz de provar para uma multidão
Tenho saudade da infância
Vivida por mim a um tempo atrás

Bons tempos quando a gente assistia Dragon Ball
Chegava da escola, ia pra TV ligar
Depois da TV Globinho que eu ia almoçar
A infância de hoje está presa a um PC
E não saem
E não saem

Nasci esperto
6 anos roubava a goiaba do pé da vizinha
Minha mãe não sabia
Mas minha brincadeira preferida na rua era apertar a campainha
Juntava toda a galera
O mais lesado da turma se fodia
Se entregasse a galera apanhava quando tu dobrasse ali na esquina
Mas que vida
(Não)
Hoje não tem isso, não
Ninguém treta mais não
Tu vai preso, meu irmão
Vagabundo, ladrão
As crianças de hoje não brincam de verdade
Só quer Snapchat, Instagram, Whatsapp
Verdadeira infancia só tenho saudade
Pois é, né

Eu corri, escorreguei, bati a cabeça e não dei um piu
Mas o meu amigo riu
Dei um murro nele que o dente caiu
Mesmo sem o dente, ele parou, me olhou e sorriu
Como era primeiro de abril
Então ele mentiu
Foi pra sala, foi a mais de mil
Dizendo que tava meio febril
Pegou seus livros e num piscar de olhos ele sumiu
Hoje é uma fuleragem
Chora se o iPhone caiu
10 anos eu tava jogando minha bola
Hoje em dia a criança só quer saber do seu perfil
Essas crianças de hoje só fogem da luta no quarto
E sem liberdade, perdendo a infância, só sendo covarde
Perdendo seu tempo com seu Whatsapp

Na praça brincava de pula-pula
Ninguém me segura
Brinco até na chuva
Da minha mãe levei uma surra
Pois cheguei sujo da rua
Que se foda, apanho mesmo
Depois vou brincar na lama
Quer ver uma comida santa, é miojo que nois janta
Maloqueiro eu era muito, comia mesmo era nescau de madrugada
Era melhor, mas na verdade era só medo
Se minha mãe pegar no flagra minha vida fica curta
Me respeita que eu sou foda, sou da época do penta
Podia vir Alemanha que era nois ganhando sempre
Jogador era porreta, Brasil era chapa quente
Jogador de futebol era o sonho de muita gente
A seleção que a gente tinha era outro nível
Brasil era imbatível
Mas não vejo mais nenhum pingo daquilo
Faz é tempo que não existe isso
Mas hoje o Brasil é campeão
É numa copa chamada corrupção
Em cada racha eu vejo o quanto que que meu pé é calejado
Não tinha chuteira, mano, era descalço
Cada chute no chão já ficava o couro, caía no choro
Mas sair do jogo nem pensar, só se quebrasse um osso
Mas dessa geração eu tenho dó, ó
Isso só tende ficar pior, ó
Aprendem com a Peppa e Dora a Aventureira
Mano para para para infância foda!

Bons tempos quando a gente assistia Dragon Ball
Chegava da escola, ia pra TV ligar
Depois da TV Globinho que eu ia almoçar

Ahh, e nunca reclamei do que eu sou
Do que eu sou, não
Agradeço pela infância que vivi, jão
Tempo foi bom, irmão
Me orgulhei, e não arrependo de nada que fiz
Não me arrependo, não
Eu sou doidão
Os Nutella fica louco, eu sou raiz, jão
Sente a colisão, então
Aqui dentro tem um moleque que por meio desse rap
Te falei da minha infância que foi só café com pão

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Whindersson Nunes · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Renan, Legendado por Octávio
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.