Um olhar distante talvez engane
Tão profundos jorram... sorte e sangue
Calada e inconformada, ela não se engana
Não quer sentir a dor insana

Tocava com meus dedos, teus segredos
Tentei tocar tambem... teus medos
Cada sentença imensa, do meu passado torto
Traz num olhar vazio... poeta morto

Enquanto houver amor me ame
E quando ele acabar me chame
Pra nos amar e despedir
Vamos queimar até o fim

Vomite tuas verdades, me deixa ser teu grito
Eu quero ser do amor... o teu mito
Serei tambem silêncio, entre uma fala e outra
Verso escarrado da... tua boca

Enquanto houver amor me ame
E quando ele acabar me chame
Pra nos amar e despedir
Vamos queimar até o fim
Então sonha... que o teu desejo é vão
Ama... por que teu sonho é vão
Viva... pois o teu amor é vão
Grita... que tua vida é vã
Cala... que o teu grito é vão

E em teu silêncio cabe
A minha despedida...

E enquanto houver amor me ame
Mas quando ele acabar me chame
Pra nos amar e despedir
Vamos queimar até o fim

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Larissa Marques / Wile Ortros. Essa informação está errada? Nos avise.

Posts relacionados

Ver mais posts